O algoritmo do Instagram passará por mudanças, e dessa vez, o objetivo é ajudar os criadores de conteúdo que alimentam a rede com postagem originais.
A ideia é valorizar quem cria conteúdo do zero, e fazer com que o assunto abordado nos posts e reels chegue a mais gente.

Além de anunciar que o Instagram mostrará “profissão” de usuários marcado em fotos, o chefe da rede social Adam Mosseri revelou ontem (20) que a plataforma ajustará em breve o seu algoritmo para incentivar o engajamento de conteúdos originais e novos, reprimindo mais ainda as republicações.

Segundo as informações, além de expandir a funcionalidade das tags como relatado no vídeo, o Instagram está introduzindo um ranking de originalidade e implementando seu algoritmo para filtrar os conteúdos que são realmente novidades.

O principal objetivo da Meta é ajustar os mecanismos de recomendações e manter as pessoas ativas na rede social. Dessa forma, com conteúdos originais, as pessoas não enjoariam do Reels e dariam mais suporte e reconhecimento para o trabalho de quem usa o Instagram de maneira profissional, evitando a divulgação de vídeos repetidos exibidos frequentemente.

Valorização de conteúdo original

“Se você criar algo do zero, deverá ter mais crédito do que se estiver compartilhando novamente algo que encontrou de outra pessoa. Faremos mais para tentar valorizar mais o conteúdo original.”, revelou Mosseri.

Em resposta ao consultor de mídia social Matt Navarra, Mosseri revelou que a rede social já utiliza de algoritmos para divulgar mais os conteúdos originais, porém, a ideia é que isso aumente no futuro.

O atual chefe do Instagram ainda completa: “À medida que focamos mais nas recomendações, torna-se cada vez mais importante não supervalorizar os agregadores, pois isso seria ruim para os criadores e, portanto, ruim para o Instagram a longo prazo.”

Deixe um comentário